Método JEDI para indexar no Google na velocidade da luz

Atenção: Você está prestes a aprender uma técnica secreta utilizada por pessoas nada convencionais. Utilize-a por sua conta e risco! 

Confesso que estava louco para escrever este post porque quando aprendi esta técnica de indexação, fiquei muito impressionado com a criatividade dos “underground SEO experts”.

Esses caras são como testadores de jogos: fazem combinações mirabolantes, estressam o algoritmo do Google e observam o seu comportamento. Um dia, eu terei estrutura para fazer esses testes malucos! 

Vale ressaltar que o que vou mostrar aqui não é uma estratégia Black Hat, e sim uma maneira de aproveitar um grande “amor” que o Google sente pelo Youtube e para quem ele concede alguns privilégios, mesmo que não admita publicamente.

Antes de tudo, é importante explicar um conceito básico que você precisa entender para se familiarizar com SEO e o algoritmo do Google.

Caso já tenha conhecimentos mais avançados sobre o assunto, recomendo que pule esta primeira parte.

O conceito de indexação

Explicando de uma maneira simples, estar indexado no Google significa estar presente na sua base de dados.

Todo artigo ou site novo demora algum tempo para ser indexado e ter a chance de aparecer nos resultados de uma pesquisa.

Este é um processo automático realizado por um spider (também chamado de crawler ou bot), que nada mais é do que um programa que vasculha a internet e visita os sites para obter informações e criar os resultados que você encontra no Google.

Em condições normais, a indexação de um artigo ou site novo pode demorar alguns dias ou até mais de uma semana.

Isto significa que mesmo que você tenha publicado um novo artigo hoje, ninguém poderá encontrá-lo no Google por alguns dias.

Por que é bom indexar o mais rápido possível?

Eu encaro a indexação como a largada de uma maratona. Este é o ponto de partida para começar a corrida.

O fato de você largar primeiro não necessariamente significa que irá vencer, mas dependendo do seu nicho, isto pode dar uma certa vantagem.

Por exemplo, existem alguns assuntos que se popularizam rapidamente (lançamento de um novo produto, dieta etc) e fazem com que milhares de pessoas procurem informações no Google.

Neste momento, é preciso ser ágil para aproveitar o boom e ficar à frente da multidão que está literalmente com o cartão de crédito na mão para comprar o que quer que seja.

Imagine você com um ótimo artigo saindo do forno, altamente otimizado para conversão, mas ficar esperando vários dias para ser indexado e começar a rankear.

Enquanto isso, o seu concorrente que utilizou o método JEDI indexou no mesmo dia e já está na primeira página recebendo tráfego e realizando vendas….hehe! 

Este intervalo de tempo pode significar um lucro ou prejuízo considerável.

Em resumo: Quanto menor o tempo ocioso, melhor!

O método tradicional

Existe uma ferramenta chamada Pingler que é bastante utilizada por empreendedores digitais para agilizar a indexação. Além de ser fácil de usar, é gratuita.

O que ela faz é enviar um aviso ao Google (conhecido como “ping”) de que um conteúdo novo está disponível e que os seus spiders são bem-vindos para conhecer e indexar.

Não sei detalhar o quão mais rápido é a indexação utilizando o Pingler, mas percebi que é melhor do que não fazer nada. Já tive artigos que foram indexados em 2 ou 3 dias.

Existem muitas outras versões similares ao Pingler e que fazem basicamente a mesma coisa. Se você já conhece outra ferramenta e prefere utilizá-la, não tem problema.

O método JEDI

Esta é a técnica que utilizo nos meus sites e preciso fazer um alerta: Se você tiver um site com muito tráfego e o conteúdo for gerado por meio de posts (ou seja, o novo conteúdo fica visível aos visitantes, ao contrário das páginas do WordPress que podem ser ocultadas), talvez o método tradicional seja o mais adequado para o seu caso.

Mais para frente, você irá entender o por que estou dizendo isso.

Para aplicar o método JEDI, siga os seguintes passos:

1) Inclua um vídeo do Youtube em cada artigo novo que você quer indexar rapidamente. O conteúdo do vídeo não importa, apenas faça o “embed” de um vídeo.

Por exemplo, se você quiser indexar 3 artigos diferentes, crie cada postagem (pode ser até sem texto) e inclua um vídeo do Youtube em cada um deles. É para fazer “embed”, e não postar o link.

2) Instale o plugin (gratuito) Google XML Sitemap for Videos e ative-o. O que ele faz é criar um mapa do site para todas as postagens que tiverem vídeos do Youtube.

Caso não saiba, o mapa do site é um arquivo que facilita o entendimento do Google sobre o conteúdo do seu site.

3) Depois de ativar o plugin, vá para Ferramentas >> Video Sitemap:

4) Clique em Generate Video Sitemap:

5) Na próxima tela, você verá a confirmação de que o mapa do site foi criado com sucesso. Clique na opção “Ping Google” que está disponível no corpo do texto:

6) Após “pingar” o Google, aparecerá uma mensagem dizendo que a notificação foi enviada com sucesso:

Pronto! Agora, basta esperar.

A indexação é praticamente garantida no mesmo dia porque eu já testei diversas vezes. Há relatos de pessoas que conseguiram em apenas alguns minutos.

Para saber se o seu artigo foi indexado, basta copiar a URL e colar no campo de busca do Google. Se ele tiver sido indexado, aparecerá como primeiro resultado da busca.

Após a indexação, você pode remover o vídeo do Youtube e colocar o conteúdo que quiser.

Por que isso acontece?

Não sei! hehe!

O fato é que o Google adora vídeos do Youtube (afinal, o dono precisa gostar do seu xodó) e dá uma certa bonificação tanto na indexação quanto no rankeamento.

Repare que, dificilmente, você encontra vídeos do Vimeo ou qualquer outro serviço nas primeiras posições. Em 99,9% dos casos, são os vídeos do Youtube que aparecem no topo do ranking.

Coincidência?

Uhum, vai nessa!

Comentários adicionais

Se a sua keyword for muito fácil de rankear devido à baixa concorrência, provavelmente, o artigo irá aparecer nas 3 primeiras páginas logo que for indexado.

Veja abaixo um exemplo de um artigo que escrevi no dia 7 (anteontem). Escondi algumas informações para não revelar tudo:

Depois de usar o método JEDI, o meu artigo foi indexado na velocidade da luz e, no próximo dia, já era possível monitorar o posicionamento para as keywords que queria:

Veja que em apenas 1 dia, o meu artigo já foi indexado e está na 2º e 3º página do Google para diferentes keywords.

Este é um sinal claro de que a concorrência é baixíssima e acho que dentro de 1 ou 2 semanas, já estarei no topo recebendo tráfego e realizando vendas!

Por fim…

Espero que tenha gostado desta dica vinda diretamente das estrelas! 

Faça o teste e veja se consegue obter os mesmos resultados.

Caso tenha alguma dúvida, deixe um comentário!

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

SEJA UM DOS NOSSOS SEGUIDORES.

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade